vá a http://historiadoseguro.com/historia-de-seguros-portugal/ e saiba tudo sobre a venda da Tranquilidade 

 In Notícias

A venda da Tranquilidade foi finalmente fechada em 18 de Julho de 2019.

A Generali deixou para trás os espanhóis da Catalana Occidente, alem de outros interessados como a  Mapfre, Ageas, Zurich e a Allianz.

O negócio foi de 600 milhões a Seguradoras Unidas por 510 milhões de euros e a AdvanceCare por 90 milhões de euros. A aquisição dos dois ativos segue a estratégia do grupo segurador italiano para crescer no continente europeu.

A Generali depois de alguns anos de indecisão onde constou no mercado que esteve em cima da mesa a venda do negócio em Portugal (à semelhança do que foi feito em outros países), o Grupo Generali, com operação em Portugal desde 1942, resolveu a sua opção estratégica adquirindo ao fundo Apollo as Seguradoras Unidas. Destaque-se que as Seguradora Unidas integram, entre outros, a carteira da Tranquilidade/Açoreana. Adicionalmente, o grupo Generali adquiriu a AdvanceCare que se junta a uma outra aquisição recente, a Europ Assistence.

Recorde-se que a Tranquilidade foi vendida ao grupo Apollo após o colapso do grupo GES /BES.

A transação, confirmada tanto pela Generali como pela Apollo, “ocorre num momento natural da evolução da Seguradoras Unidas e da AdvanceCare e reflete o trabalho desenvolvido por todos os colaboradores e parceiros” refere a Apollo, que comprou a Tranquilidade em 2015 ao Novo Banco, por 40 milhões de euros, embora tenha tido de injetar 150 milhões para aumentar o capital da seguradora.

A Seguradoras Unidas, que juntou a Tranquilidade (ex-BES), e a Açoreana (ex-Banif) e Logo, obteve, no último ano, um lucro de 50,6 milhões de euros.

O fundo norte-americano pretendia obter entre 500 a 600 milhões de euros, tendo acabado por conseguir o valor máximo fruto do apetite que este negócio gerou. É ainda muito importante não esquecer que falta ainda  referir que temos de adicionar á Seguradoras Unidas e Advance Care que se junta a uma outra aquisição recente, a EuropAssistence,  assim a Generali em Portugal passa a ter uma quota de mercado total  de 18,7%, tornando-se o segundo maior grupo segurador em Portugal nos ramos não vida.

Segundo o CEO da Generali, Jaime Anchústegui Melgarejo “Estas aquisições representam um passo importante na implementação da estratégia de três anos do grupo que tem como objetivo reforçar a liderança na Europa.”

Contacte-nos

Não deixe de nos contactar por qualquer motivo. Alguma questão? Envie-nos um email.

Not readable? Change text. captcha txt